sábado, 8 de outubro de 2011

Castre seu animal de estimação gratuitamente

Para castrar seu animalzinho gratuitamente em Belo Horizonte - MG, você pode ligar para os números abaixo:

CENTRO DE CONTROLE DE ZOONOSES: (31) 3277-7411 / 3277-7413

Castrando seu animalzinho você não terá surpresas com reproduções indesejadas, evitando assim ter que doar os filhotes para pessoas que podem não dar os devidos cuidados, ou até mesmo abandonar os filhotes.

Em Belo Horizonte existem, aproximadamente 30 mil cães abandonados. Ajude a diminuir este número adotando um "amigão"

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Cometários e dúvidas?

Olá leitores,
caso você precise esclarecer algo que foi postado, ou estiver com dúvidas de assuntos que ainda não discutimos podem enviar email para: aa.the.u@gmail.com que iremos lhe ajudar!
E sempre lembre-se que o seu comentário é importante, então opine sobre nosso blog!
Obrigado!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Causas da queda de pêlo no seu amigão


Se o pelo do seu amigão não anda bem, caindo ou com falhas, ele pode estar com algum problema de pele. Conheça as causas mais comuns.
Os principais problemas dermatológicos dos cães são as dermatites alérgicas, dermatites parasitárias (sarnas), as micoses superficiais e as piodermatites.
Alergias

  Dentre as alergias, a mais frequente em nosso país é a alergia à picada de pulgas. Isto ocorre devido às condições climáticas favoráveis à procriação deste inseto, ocorrendo uma grande incidência desta alergia em meses mais quentes. Atualmente, existem várias maneiras de controlar esse problema, desde "anticoncepcionais para pulgas", dados ao cão e ao gato por via oral, até inseticidas dotados de prolongada ação residual.


A atopia, alergia desencadeada por inalantes (ácaros, bolores e pólen) é o segundo tipo mais frequente de alergia em cães, e pode ser diagnosticada através de exame de sangue específico. Em terceiro lugar situa-se a alergia alimentar, sendo os alimentos de origem proteica (carne bovina e frango) os principais envolvidos. 
Deve-se lembrar que a maioria das rações comerciais são constituídas basicamente por esses ingredientes, não estando, portanto, excluídas como potenciais causadoras de alergia alimentar.
Sarnas
Existem 2 tipos: a escabiose, transmissível a outros animais e ao homem, e a sarna negra ou demodécica, transmitida apenas da mãe para os filhotes nas primeiras horas de vida. Esta última causa lesões geralmente mais graves do que aquelas desencadeadas pela escabiose, e pode ser controlada, mas não curada totalmente. 
Portanto, fêmeas que apresentam ou apresentaram quando filhotes a sarna negra, não devem procriar a fim de evitar-se maior disseminação desta doença. Curiosamente, a escabiose felina pode ser transmitida ao cão e vice-versa, e ambas (felina e canina) podem ser transmitidas ao homem.
Micoses
As micoses superficiais são mais frequentes em cães e gatos jovens (menores de 1 ano de idade) e são adquiridas através do contato com a terra, fômites contaminados (pentes, toalhas, tapetes...) e com outros animais. Estas também são potencialmente transmissíveis ao homem.

Piodermites (infecções bacterianas da pele)
Podem aparecer como consequência de qualquer uma das doenças acima citadas, sendo portanto, extremamente frequentes. Muitas vezes são confundidas com micoses ou alergias pelo clínico geral não especialista, pois assumem aspectos diversos e variados, assemelhando-se a outras dermatites. Além de diagnosticar e tratar apiodermite, é fundamental que se investigue as suas causas a fim de se evitar que ela reapareça.
Problemas hormonais
Diabetes mellitus, hipotireoidismo (diminuição da atividade das glândulas tireoides) e hiperadrenocorticismo (aumento da atividade das glândulas adrenais), podem levar a piodermites crônicas e recidivantes (que melhoram e depois reaparecem), além de causar queda do pelame e alteração na cor da pele e do pelo, podendo ainda estar acompanhadas de obesidade.
A melhor forma de prevenir a maioria dos problemas de pele dos cães se dá através da escovação diária do pelo e de banhos cuja frequência ideal (semanal, quinzenal ou mensal) depende do tipo de pelagem, das condições climáticas e de manejo nas quais o animal é criado. Já os gatos, extremamente asseados, dispensam os banhos frequentes, exceto quando apresentam dermatites, a exemplo da sarna, da micose e das piodermites.



http://www.webanimal.com.br/cao/index2.asp?menu=dermato.htmFonte:

domingo, 7 de agosto de 2011

Abandono de animais nas grandes cidades assusta


A grande quantidade de cães e gatos abandonados nas ruas já chama a atenção nas grandes cidades do país. Informações das prefeituras de Recife, Curitiba, Campo Grande, Belo Horizonte e Porto Alegre mostram que existe, em média, um cão para cada cinco habitantes. Segundo a ONG Arca Brasil, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que cerca de 10% deles está em estado de abandono.
A situação piorou depois que o cerco a cães de raças consideradas perigosas apertou. Com medo da fiscalização, muita gente deixou seu animal na rua.

Na tentativa de amenizar o problema, ONGs e prefeituras atuam em campanhas e projetos que incentivam a adoção e o controle populacional de cães e gatos. No Recife, os servidores procuram novos donos para animais deixados nas ruas. 


Foto: Divulgação/Arca Brasil
ONG coloca cães para adoção (Foto: Divulgação/Arca Brasil)
Segundo Marco Ciampi, presidente da ONG Arca Brasil, as autoridades já têm percebido a importância de investir na prevenção do abandono. Ele destaca que também é necessária a conscientização dos donos. “É preciso ter a idéia da adoção muito amadurecida antes de fazê-la. Os laços entre animais e seus donos devem ser realmente fortes e o animal tem que ser encarado como uma vida, que não pode ser simplesmente descartada”, diz. 
Em caso de famílias que não querem ou não podem mais continuar com seus animais de estimação, a recomendação é nunca abandonar o bichinho. “O ideal é encaminhar o cão ou gato para adoção, mas antes disso é importante lembrar que ele deve ter passado por um veterinário”, diz Ciampi.




Reportagem completa em:http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL310589-5598,00-SAIBA+COMO+AJUDAR+CAES+ABANDONADOS.html

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Pulgas e Carrapatos, como acabar com essas pragas?

Todos nós que temos cães já vimos nossos bichinhos sofrer com os ataques das pulgas e carrapatos.
Eliminar essas pragas requer algumas pequenas atitudes durante cerca de dois meses.
Abaixo irei descrever algumas técnicas que usei e deu certo!

Primeiro Passo:

Tire o maio número possível de carrapatos do seu cãozinho. Para isso utilize uma pinça.

Segundo Passo:

Compre um sabão em barra e um liquido anti-pulgas e dê um belo banho no seu bichinho de estimação. Seque o animal com um secador. Cuidado para não queimar a pele dele, pois é bastante sensível.

Terceiro Passo:

No terceiro passo devemos desinfectar o local onde o animal de estimação fica. Para isso indico que comprem um "remédio" que se chama Butox.
Dissolva todo o vidro de Butox num balde de água e jogue esta mistura por todo ambiente o animal fica.
O preço do Butox pode chegar até R$5,00.

Quarto Passo:

Compre uma das coleiras anti pulgas e carrapatos. Indico a coleira da marca Vaponex. Ela afasta as pulgas durante 60 dias e os carrapatos durante 30 dias. O preço médio é de até R$15,00.

Quinto Passo:

Repita os três primeiros passos após 15 dias.

Com isso com certeza você irá conseguir ver seu animal de estimação livre dessas pragas.


sábado, 28 de maio de 2011

"Como denunciar maus tratos de animais"



Caso você saiba ou veja maus-tratos de animais, dirija-se a uma delegacia local faça um boletim de ocorrência ou, na duvida, no receio, compareça ao fórum para orientar-se com um promotor de justiça, a denuncia de maus tratos é legitimada pelo artigo 32 da lei federal nº 9.605 de 1998 (lei de crime ambiental).
  • Ao dirigir-se a delegacia leve com você o nº da lei, pois a maioria das vezes as autoridades não tem conhecimento dessa lei.
  • O escrivão tem por obrigação ouvir seu relato e instaurar inquérito policial ou lavrar um Termo Circunstanciado. Se se negar a fazê-lo, sob algum pretexto informe-o que você poderá responsabilizá-lo por crime de prevaricação previsto no Art. 319 do Código Penal.
  • O escrivão irá tentar barrar seu acesso ao Delegado, mas o mesmo tem dever de lhe atender e de fazer cumprir a lei, faça valer seus direitos.
  • Os animais no Brasil são sujeitos de direitos, são representados em Juízo pelo Ministério Público ou pelos representantes das sociedades protetoras de animais ( 3º art. 2º do Decreto 24.645/34 ) por este motivo a autoridade local tem obrigação de fazer cumprir a lei federal que protege os mesmos.
  • Leve para Delegacia laudo ou atestado veterinário, fotos, número de placa ou qualquer prova para auxiliar no processo.
  •   Saiba o que reza a lei de defesa dos animais:

Decreto 24.645/34 art. 1º “todos os animais existentes no país são tutelados pelo estado” e em seu art 2º parágrafo 3º “os animais serão assistidos em juízo pelos representantes do Ministério Público, seus substitutos legais e pelos membros das sociedades protetoras de animais”. Portanto você não será o autor do processo judicial, o Delegado encaminhará ao Juízo para abertura da competente ação, onde o Autor da ação será o ESTADO.
  • Crimes contra animais silvestres (animais pertencentes a espécies nativas, migratórias e quaisquer outras, aquáticas ou terrestres que tenha sua vida ocorrendo dentro dos limites do Território Brasileiro e suas águas jurisdicionais), denuncie para o Ibama tel. 0800-618080 – Linha Verde.
  • No Estado do Rio de Janeiro é proibido espetáculo em circo que tenha atração com animal, denuncie (21) 2253-1177.
  • O que compreende maus tratos:

Envenenamento, tráfico de animais, trabalhos forçados, brigas de cães e galos, manter animal trancafiado em local pequeno ou permanentemente acorrentado, golpear ou mutilar um animal, agressão física ao animal indefeso, abandoná-lo a própria sorte, não levá-lo ao veterinário em caso de doença, mantê-lo em local anti-higiênico etc...


sábado, 21 de maio de 2011

Por quê adotar um animal adulto?

            Normalmente, quando pensamos em adquirir um animalzinho de estimação, a primeira coisa que vem à nossa cabeça é aquele filhotinho fofinho, ainda com cheiro de leite, que corre pela casa o tempo inteiro e não nos dá um minuto de sossego sequer. Porém, não podemos nos esquecer que abrigos e instituições protetoras de animais dispõem de inúmeros animais já adultos, cães e gatos que esperam dia a dia por um lar que os acolha com carinho e comprometimento. Infelizmente, muitos destes animais morrem sem conseguir um lar, principalmente porque a maioria das pessoas não sabe o que a adoção de um animal adulto trás de benefícios, tanto para o animal quanto para seu novo guardião.
         
             A principal vantagem em adotar um cão ou gato adulto é em relação ao seu temperamento. Animais adultos normalmente são mais calmos, pois já tem seu temperamento definido. São educados e muito espertos: aprendem muito rápido, principalmente animais que viviam abandonados, pois foram acostumados a se virar sozinhos pelas ruas. Seu tamanho também já é definido, ao contrário de filhotes que muitas vezes “crescem demais” e são dispensados pelos “donos” por falta de espaço em casa. Além de tudo isso, são animais tão sofridos e estressados pela vida nas ruas, que ao encontrarem um lar e uma família que os acolha, são gratos e fiéis, amando incondicionalmente seus novos guardiões.